• Lucas DP Sartori

6 coisas que você precisa saber sobre a Abdominoplastia + Lipoaspiração

Atualizado: 2 de Dez de 2020


O excesso de gordura localizada, a flacidez de pele na região abdominal, as cicatrizes de cesárea ou estrias abdominais, e a diástase abdominal (afastamento dos músculos) impactam fortemente na autoestima de todas as mulheres. A cirurgia indicada para casos em que temos um (ou a associação) dos problemas acima relatados é a Abdominoplastia + Lipoaspiração. Siga a leitura que vou abordar as 6 dúvidas mais comuns que sou questionado no dia a dia sobre esse assunto!


1. Quem pode realizar a Abdominoplastia associada à Lipoaspiração?

Eu trabalho com base em três requisitos fundamentais para uma maior segurança na realização das cirurgias e também para obter os melhores resultados possíveis. São eles:


Peso: Podem realizar as cirurgias pessoas com IMC até 28, excepcionalmente até 30 em alguns poucos casos. Para calcular o seu é só dividir o seu peso pela sua altura ao quadrado (peso / altura x altura).

Tabagismo: Eu não realizo as cirurgias em pacientes fumantes. Um dos motivos é o fato do tabagismo diminuir a circulação dos vasinhos que chegam à cicatriz, isso pode alterar a cicatrização e inclusive abrir os pontos.



Doenças associadas: Para realizar as cirurgias a paciente não deve ter doenças associadas ou caso as tenha, que elas estejam controladas e com liberação do médico assistente.


2. Como funciona a associação das duas cirurgias?

Eu associo e indico essa associação em praticamente 100% dos meus casos. Com a Abdominoplastia nós conseguimos retirar o excesso de pele, as estrias abaixo do umbigo, corrigir cicatrizes de cesáreas prévias e reposicionar novamente a musculatura abdominal reconstruindo o tônus original dessa região.

Excesso de pele

Estrias

Sobra de gordura


Diástase


Já com a Lipoaspiração nós conseguimos retirar o excesso de gordura em regiões como abdômen, costas e coxas e aproveitamos essa gordura para enxertar em outras áreas, como o bumbum.


Dessa maneira a associação das duas cirurgias nos permite trabalhar todo o contorno corporal da paciente, devolvendo a ela ou melhorando ainda mais a beleza das curvas do corpo feminino.


3. Quanto tempo depois do parto é possível fazer as cirurgias?

O período correto é de seis meses. Aí será possível corrigir tanto a flacidez, sobra de pele e estrias na região abdominal quanto a possível diástase (abertura da musculatura abdominal) ocasionada pelo crescimento do bebê. Na mesma ocasião também é possível corrigir a cicatriz da cesárea e retirar a gordura localizada, que pode ser tratada e enxertada em outras partes do corpo, como o bumbum.


4. É possível engravidar novamente após a cirurgia?

Sim, é possível. O corpo da mulher adapta-se à uma nova gravidez mesmo que você já tenha realizado uma Abdominoplastia e/ou Lipoaspiração. A barriga vai crescer e o bebê também vai se desenvolver normalmente. Claro que o mais indicado é fazer as cirurgias após decidir não ter mais filhos para que o resultado não seja alterado pela futura gestação. Mas caso isso aconteça o bebê vai se desenvolver normalmente.


5. Como é a recuperação da Abdominoplastia + Lipo?

Basicamente funciona assim:

- Durante 14 dias a paciente precisará ficar totalmente curvada, durante o dia e a noite, pois durante a cirurgia eu vou retirar o máximo de pele possível da região abdominal. Por isso é muito importante que a paciente não fique reta durante este período, pois dessa maneira pode acabar abrindo os pontos e prejudicar a cicatriz.


- A dor durante a recuperação com relação à região do corte e cicatriz costuma ser muito pequena e tolerável apenas com analgésicos. A maior queixa geralmente é em relação à posição, que causa um dor na musculatura lombar durante essas duas semanas.


- Após o quarto dia de cirurgia é de extrema importância que a paciente inicie as sessões de drenagem linfática. O indicado são pelo menos 10 sessões.


- Para evitar profilaxia de trombose e embolia no pós-operatório a paciente terá que fazer seis aplicações de anticoagulante e usar uma meia de compressão venosa por cerca de 15 dias.


6. Qual a diferença entre a Abdominoplastia tradicional e a Mini Abdominoplastia?

A Abdominoplastia tradicional corrige o excesso de grande quantidade de pele (tudo que está abaixo do umbigo), as estrias desse local e também a diástase (afastamento da musculatura), às custas de uma cicatriz maior.


Já a Mini Abdominoplastia corrige uma sobra de pele menor, resultando em uma cicatriz mais curta, do tamanho de uma cicatriz de cesárea. É indicada, portanto, para quem tem pequena flacidez de pele.


A vantagem da Mini Abdominiplastia é poder associá-la a uma Lipo HD, já que o deslocamento de pele é menor e a Lipo com maior definição pode ser feita com a segurança e precisão que precisamos.


Espero ter ajudado a esclarecer suas dúvidas! Caso deseje conversar pessoalmente através de uma consulta você pode fazer o agendamento clicando no link https://wa.me/555597072522.

​© 2020 - Dr. Lucas Dal Pozzo Sartori