• Lucas DP Sartori

O que você precisa saber sobre a Blefaroplastia, a Cirurgia das Pálpebras


Você se incomoda com o aspecto da região dos seus olhos? Quando se enxerga no espelho tem a impressão de que está com o olhar cansado?


É essa percepção que temos quando passamos a notar a flacidez de pele, o afundamento abaixo do olho e as bolsas de gordura acumuladas em nossas pálpebras superiores e inferiores.


Essas queixas muito comuns podem ser corrigidas com uma cirurgia, a Blefaroplastia.


1. Correções possíveis com a cirurgia

- Excesso de pele e flacidez da musculatura: que causam aquela sobra de pele que lembra o olhar de pessoa mais velha. Além disso, prejudica a visão e atrapalha a maquiagem;


- Bolsas de gordura: duas na pálpebra superior e três na pálpebra inferior, e quando em excesso causam as “bochas” e inchaço do olhar, principalmente na pálpebra inferior;

- Canto dos olhos: através de um ponto para reforçar o ligamento lateral, “levantando" o olhar e evitando aquela aparência de olhar de “peixe morto”;

- Enxerto de gordura na face e olheiras: através da coleta de gordura da própria paciente (retirada da barriga ou coxas) para ser aplicada em regiões mais afundadas do rosto, como as olheiras e sulco ao lado da boca, entre outras;


2. Quem pode realizar a cirurgia?

Pacientes que tenham alguma das queixas acima, normalmente acima dos 30 anos.


3. Como funciona a cirurgia e recuperação?

A cirurgia pode ser realizada com anestesia local (quando é feita apenas a retirada da pele na parte superior) ou com anestesia geral (quando envolve demais técnicas, como a parte inferior dos olhos, correção do canto dos olhos e preenchimento da face e olheiras com gordura).


Sua recuperação geralmente exige entre 7 a 10 dias.


4. Como fica a cicatriz?

As cicatrizes da Blefaroplastia tendem a ficar camufladas nas linhas naturais dos olhos. Nas pálpebras superiores a incisão acompanha a linha do sulco da pálpebra, ocultando a cicatriz nas dobras naturais da pele. Já na parte inferior, a cicatriz fica junto a linha inferior do olho da pálpebra, tornando-se imperceptível.


5. Qual a diferença do preenchimento de olheiras com ácido hialurônico e gordura?


Caso seu problema maior seja a correção das olheiras, é importante saber que existem duas formas de solucionar esta queixa.


Uma delas é através do preenchimento com ácido hialurônico, procedimento que é realizado no consultório com anestesia local tópica (pomada), ou seja, não requer internação hospitalar para ser realizado.


A durabilidade é temporária, já que o organismo absorve o produto conforme o tempo vai passando, entre 12 a 18 meses. A alternativa, que muitas pessoas desconhecem, é através do preenchimento com gordura do próprio corpo, que diferente do preenchimento com ácido hialurônico, é permanente, ou seja, é uma correção definitiva.


O procedimento normalmente é realizado junto com a cirurgia de Blefaroplastia e requer anestesia geral.

Resumidamente, nós coletamos a gordura da região da barriga ou dos joelhos, tratamos ela para deixá-la em condições de ser usada como preenchedor e usamos ela para corrigir a região das olheiras.

Ok! Essas informações são importantes para você saber mais sobre tudo o que pode ser corrigido e como funciona a Blefaroplastia, mas nada substitui uma consulta pessoalmente para que eu possa avaliar o seu caso, que pode ser agendada através do link https://wa.me/555597072522.

516 visualizações0 comentário