• Lucas DP Sartori

8 Coisas que você precisa saber para fazer uma cirurgia de Prótese de Mama!


O aumento da mama com implante de silicone segue sendo a cirurgia estética mais realizada pelas mulheres, principalmente porque nas últimas décadas o conhecimento na Cirurgia Plástica avançou muito, possibilitando novas técnicas muito eficazes com melhores resultados e melhor recuperação das pacientes.

Se em algum momento da sua vida você desejou realizar uma cirurgia de Prótese de Mama, provavelmente você teve muitas dúvidas e curiosidades, assim como as pacientes que atendo em meu consultório com o desejo de mudar o formato das suas mamas.

Por isso eu separei aqui 8 perguntas que recebo com frequência sobre esta cirurgia que podem ser suas dúvidas também!


1. Como é definido o tamanho da prótese?

A prótese tem um formato cilíndrico e pode aumentar de tamanho somente de duas maneiras: para os lados (base da mama) ou para cima (projeção da mama, que pode ser perfil baixo, perfil moderado, perfil alto ou perfil superalto). A base gira em torno de 9 a 13cm, em média. Essa medida vai determinar o tamanho máximo de largura da prótese que será usada, e depende da anatomia da paciente.


A projeção é escolhida pelo desejo da paciente de ter uma prótese mais ou menos marcada. Quanto maior a base e maior a projeção, maior o volume em ml da prótese. No final, cruzamos os dois dados: calculamos a base de mama da paciente e a projeção desejada, e então teremos o tamanho final.


2. Por onde é implantada a prótese e como fica a cicatriz?

A prótese pode ser colocada através de uma incisão ao redor das aréolas ou, na maioria absoluta dos casos, no sulco das mamas. Além disso, pode ser colocada acima ou abaixo do músculo. Quando a paciente apresenta uma mama com bastante glândula ou procura um resultado um pouco mais marcado no polo superior, indico uma prótese acima do músculo.

Já a indicação abaixo do músculo visa uma aparência mais natural da prótese e é a indicação de escolha para pacientes como mamas com menos tecido, para evitar um resultado muito artificial. Em ambos os procedimentos a cirurgia resulta em uma cicatriz, que costuma medir em torno de 3,5 a 4cm.


3. É possível associar a cirurgia de Prótese de Mama com outra cirurgia na mesma ocasião?

Sim, é possível e acontece com frequência, principalmente a associação da cirurgia de Prótese de Mama com a Mastopexia e a Abdominoplastia com Lipoaspiração. Também é muito comum associar a Prótese de Mama à Rinoplastia, à Blefaroplastia, à Otoplastia e à Lipoaspiração HD. Lembrando que para a indicação final é preciso uma avaliação mais criteriosa de cada caso pelo cirurgião plástico.



4. Como é a anestesia durante a cirurgia?

Nos meus casos utilizo a anestesia geral, pois fornece, a mim e ao anestesista que fica junto durante toda a cirurgia acompanhando a paciente, toda a segurança e domínio que precisamos para a realização da cirurgia. Enquanto ela acontece, o anestesista acompanha todos os parâmetros, como pressão, respiração e batimentos cardíacos e qualquer alteração que a paciente possa ter durante a cirurgia é controlada pelo médico.


Para quem tem medo de acordar ou sentir dor durante o procedimento, nossa equipe anestésica conta com um aparelho chamado BIS, um adesivo colocado na testa da paciente que lê as ondas cerebrais. Então, caso a paciente venha a ter alguma atividade durante a cirurgia, o anestesista fica sabendo pelo aparelho e imediatamente injeta a medicação para seguir com a sedação e impedir que a paciente acorde ou sinta alguma dor.



5. Como funciona a recuperação (dor e movimentos)?

Tradicionalmente, a recuperação da cirurgia de aumento mamário costuma exigir 15 dias de repouso. Mas um dos avanços da Cirurgia Plástica que falei no início é justamente quanto à recuperação. Existe atualmente uma técnica chamada Protocolo de Recuperação Rápida em Cirurgia de Prótese de Mama que tem como objetivo uma recuperação menos dolorosa, mais rápida e que possibilita a volta ao trabalho em menos tempo.


A paciente levanta os braços em 2 horas, lava seu próprio cabelo no dia seguinte, dirige em 2 dias e retorna ao trabalho em três dias. É uma técnica fantástica que tenho utilizado em muitas pacientes e que tem modificando por completo a experiência da Cirurgia de Prótese de Mama.



6. A prótese de mama pode interferir na amamentação?

A prótese de mama não interfere de forma alguma no processo da amamentação, porque ela pode ser colocada ou acima ou abaixo do músculo, porém, sempre vai ficar abaixo da glândula mamária. Ou seja, não vai haver cortes e nem lesão nesse tecido específico, que é o local da mama onde é produzido o leite (mais especificamente nos seios e ductos lactíferos).


Resumindo, a sua capacidade de amamentar o seu filho será a mesma antes e depois da cirurgia! Caso você esteja amamentando e deseja colocar uma prótese, é preciso aguardar de 3 a 6 meses após parar de amamentar para poder fazer a cirurgia.



7. Como funciona a técnica do Sutiã Interno Total?

É uma técnica em que o implante é feito somente abaixo da musculatura com suporte no sulco e lateral da mama e que visa um melhor resultado estético e maior estabilidade da mama, como se elas estivessem sendo sustentada por um sutiã ou pelas suas mãos.



8. É preciso trocar a prótese a cada 10 anos?

Não. A prótese tem uma garantia de 10 anos (o que garante o fornecimento de uma nova prótese pelo fabricante caso aconteça alguma complicação), porém, sua durabilidade é indeterminada. Isso permite o uso da prótese por um período de 15 ou mesmo 20 anos, desde que com um adequado acompanhamento médico e realização de exames regularmente.


Certo?! Se você tem outras dúvidas, entre em contato através das minhas redes sociais ou agende uma consulta para que eu possa te avaliar pessoalmente e indicar a melhor técnica para o seu caso clicando no link https://wa.me/555597072522.


​© 2020 - Dr. Lucas Dal Pozzo Sartori